Publicação
Autor:Luis Felipe Batista de Oliveira, Rafael Terra
Assunto: Education
Baixar: Clique aqui

Abstract: "Existem muitas abordagens a respeito das políticas públicas necessárias para reduzir disparidades educacionais entre os estudantes. Entre elas, estão questões de infraestrutura, salário e formação dos profissionais de educação, debate a respeito de conteúdos nacionais unificados e formas de provisão e prestação do serviço público. Há também sugestões acerca do uso do tempo, para que os alunos busquem ampliação de seus conhecimentos, relacionamentos e integração escolar. Embora existam muitas iniciativas apresentadas em todas essas vertentes, nem sempre seu impacto é verificado de maneira causal, a fim de fornecer elementos necessários para o aperfeiçoamento das intervenções. Esse artigo oferece evidências a respeito do impacto da ampliação da jornada escolar, conduzida pelo Programa Mais Educação (PME) do governo federal. Tal política transfere recursos diretamente para estabelecimentos de ensino que, por sua vez, custeiam material didático e bolsas de monitoria para atividades oferecidas no contraturno. O enfoque para a correta identificação econométrica encontra-se a partir de 2012. Isso porque ele garante a exploração de uma descontinuidade na priorização das escolas que possuem 50 por cento ou mais de seus alunos como beneficiários do Programa Bolsa Família (PBF). Logo, obtém-se a comparação das escolas por esse critério, de maneira quase experimental. Apesar de tal priorização ter indicado maiores chances de seleção, não são encontradas melhorias no aprendizado (português e matemática) e nas taxas de rendimento (abandono, aprovação e reprovação)".

Palavras-chave: Impacto, Programa Mais Educação, indicadores educacionais
Data de publicação: 08/12/2016 - 08:21
Type/Issue: Working Paper / 147
ISSN: 1812-108x
Idioma: Portuguese