Resumo:As famílias rurais que vivem na pobreza são altamente expostas a riscos durante as fases do ciclo de vida, além de riscos covariáveis. Políticas de proteção social têm grande potencial para mitigar esses riscos, reduzir a pobreza e promover o desenvolvimento agrícola. Os sistemas contributivos podem fornecer níveis mais elevados de proteção, permitindo que as populações rurais gerenciem riscos de forma mais eficiente e evitem o empobrecimento. No entanto, os trabalhadores agrícolas são frequentemente excluídos dos sistemas de proteção social, especialmente dos regimes contributivos. Este One Pager resume as conclusões de um estudo desenvolvido pelo IPC-IG e o Escritório Regional da FAO-NENA contribuir para o preenchimento de uma lacuna na literatura sobre o papel dos regimes contributivos para os trabalhadores do setor agrícola.

Palavras chave:proteção social; seguridade social; desenvolvimento agrícola; trabalhadores rurais; Oriente Próximo e Norte da África (NENA)
Data de publicação:
Tipo/Issue:One Pager/466
ISSN:2318-9118

Você também pode baixar em outras línguas: